quinta-feira, setembro 11, 2014

Livres e Remidos

Japoneses aceitam Jesus e se batizam nas águas

Ele cresceu em meio à máfia japonesa, da qual a família fez parte. Na idade adulta, Gomio Etsuo (foto ao lado) tornou-se membro dela. Usou drogas, era agressivo e nervoso. Ficou preso por 11 anos. Em vários momentos ele pensou em mudar, afinal, sentia-se triste, angustiado, mas não sabia como alcançar essa mudança.
“Eu não conversava com as pessoas, e quando via uma pessoa feliz ou se divertindo ao meu lado, sentia muita inveja, a ponto de ter o desejo de matá-la. Tinha muita raiva, o que me levou a esfaquear três pessoas, que, por pouco, não morreram.”
Uma pessoa como ele teria chance de se recuperar? Aos olhos humanos, não. Mas, da mesma forma que o ladrão na cruz, ao lado de Jesus, recebeu perdão ao aceitá-Lo como Único Senhor e Salvador de sua vida (leia Lucas 23:39), assim também Gomio arrependeu-se de todos os males que cometeu durante a vida e decidiu batizar-se nas águas.
“Tudo mudou quando, por meio do convite de um amigo, cheguei à Universal. Estava triste, sem ânimo e perdido, mas, participando das reuniões, ouvindo as mensagens e orientações, comecei a entender a Palavra de Deus e pude perceber que eu poderia mudar e que Deus podia me perdoar. Decidi me batizar e entregar a minha vida a Jesus. Queria me limpar de tudo o que fiz de errado em minha vida e, assim, ter uma vida nova na presença de Deus”, diz ele.
Na Universal há 4 meses, Gomio garante que muita coisa já mudou em seu interior, a começar pelo perdão de Deus. Para ele, o batismo foi o primeiro passo. “Não quero mais me lembrar do meu passado. Tenho consciência de que errei, mas quero mudar.”

Batismo nas águas

A cerimônia da qual Gomio participou aconteceu, recentemente, na sede nacional do Centro de Ajuda Universal do Japão, localizado na cidade de Hamamatsu-shi, província de Shizuoka.
“O pecador tem que reconhecer o seu pecado, esse é o primeiro passo e o mais importante para um arrependimento sincero. Viver longe do pecado a ponto de odiá-lo, abandonando e esquecendo-o definitivamente”, afirmou o pastor japonês Terauchi Hideaki, pouco antes da cerimônia.
Além de Gomio, outros japoneses também se batizaram, inclusive com histórias parecidas com a dele, como a de Nishio Masaru (foto ao lado). Ele conta que fugiu da máfia, teve o casamento afetado, se endividou, perdeu a casa e acabou morando nas ruas.
“Estava cansado de tantos problemas e triste por ter perdido a esposa, a casa, o emprego e a paz, quando um amigo me convidou para assistir a uma reunião no Centro de Ajuda Universal. Lá entendi a importância de entregar a vida para Jesus, por isso, eu O aceitei e decidi pelo batismo nas águas”, comentou Masaru.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...